Notícias

Compartilhar:

ONG Pé de Planta e Votorantim Energia beneficiam mais de 800 jovens em Votorantim (SP) com projeto socioambiental

Por meio do estímulo ao protagonismo juvenil, o objetivo é possibilitar que os jovens assumam a liderança de suas ações nas diversas esferas da sua convivência: escola, bairro, família e meio ambiente

De agosto a dezembro deste ano, estudantes do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental da Rede Estadual de Ensino de Votorantim (SP) realizam diversas ações que estão colaborando para transformações e melhorias no meio ambiente nos espaços escolares e no município. O projeto que já beneficiou 847 alunos, é desenvolvido pela ONG (Organização Não Governamental) Pé de Planta em parceira com a Votorantim Energia, por meio do Instituto Votorantim, e Secretaria Estadual de Educação do Estado de São Paulo (SEED).

O Cojopa (Coletivo Jovem de Protagonismo Ambiental), tem como objetivo desenvolver atividades pedagógicas com a temática ambiental dentro do contexto escolar, estimulando os alunos a criarem uma visão crítica sobre a realidade em que vivem e refletindo sobre seu papel de cidadão na sociedade e no meio ambiente. O projeto também conta com o apoio de universidades do Estado de São Paulo.

“O Cojopa tem a finalidade de estimular a criação de um coletivo jovem na escola que seja independente e autônomo, com capacidade de realizar ações de intervenção socioambiental com responsabilidade, tanto dentro quanto fora da escola. O projeto aposta no protagonismo juvenil como uma maneira de agir no contexto social para responder a problemas reais, onde o jovem é sempre o ator principal. É uma forma de o jovem começar a refletir sobre problemas reais e relativos a toda sociedade, ocupando uma posição de centralidade frente às suas ações”, explica o biólogo e educador ambiental Vitor Hugo de Campos Fonseca.

Dividido em cinco módulos, sendo eles com os temas de Protagonismo, Cidades, Floresta, Biodiversidade e Cerimônia de Encerramento, o projeto iniciou em agosto e termina em dezembro. As seis escolas estaduais participantes do Cojopa contam com diversas atividades pedagógicas, entre oficinas teóricas e práticas.

Para Daniela Gerdenits, Consultora de Responsabilidade Social da Votorantim Energia, o projeto, por meio das ações socioambientais, possibilita que os jovens construam ações que transformem positivamente a sociedade onde vivem. “Apoiar projetos que incentivam o protagonismo juvenil está entre os pilares para se construir um futuro melhor. Para os jovens, as ações estabelecem uma relação de segurança com o próprio desenvolvimento, onde eles podem experienciar os aprendizados das próprias ações com estímulos positivos. Isso reflete automaticamente na comunidade, que é beneficiada com ações que cuidam do meio ambiente e promovem bem-estar”, explica Daniela.

O terceiro módulo, Florestas, aconteceu recentemente, com abordagem da importância das florestas para sobrevivência humana, das áreas verdes na cidade, as diferenças e implicações do cultivo de mudas de plantas nativas e exóticas. O objetivo foi, por meio do plantio de frutíferas nativas, apresentar espécies pouco conhecidas, como a grumixama, araticum, gabiroba, araçá, uvaia e pitomba.

A muda representou simbolicamente cada sonho, ação, objetivo de vida do aluno, que deverá dedicar-se a muda até o seu estabelecimento, ou seja, até seu crescimento. Os dois últimos módulos, Biodiversidade e Cerimônia de Encerramento, acontecem entre em novembro e dezembro.

Utilizamos cookies para analisar sua interação com o nosso site e melhorar o conteúdo oferecido. Também usamos dados pessoais, conforme a Norma de Privacidade e Uso dos Sites da Votorantim Energia. Ao continuar a navegar, você concorda com nossa Norma.