Notícias

Votorantim Energia registra receita líquida de R$ 785 milhões no segundo trimestre de 2021

Joint venture (JV) entre Votorantim Energia e CPP Investments obtém receita líquida de R$ 581 milhões no 2º trimestre e registrou EBITDA de R$ 231 milhões

São Paulo, 12 de agosto de 2021 - A Votorantim Energia apresentou receita líquida de R$ 785 milhões no segundo trimestre de 2021, com crescimento de 6% (R$ 45 milhões) sobre o mesmo período do ano anterior (R$ 740 milhões). O resultado é reflexo das operações de trading e da variação do volume e preço de venda de energia pela comercializadora e dos serviços de operação e manutenção. O EBITDA ajustado consolidado da companhia foi de R$ 12 milhões, com margem de 2%. A diferença em relação aos R$ 53 milhões (margem de 7%) no 2T20, decorre principalmente do efeito negativo da marcação a mercado dos contratos de energia.

“Os resultados da primeira metade do ano mostram uma melhora significativa no lucro bruto da empresa que atinge valor de R$ 82 milhões e margem bruta de 5,3%. O resultado é 2,4x maior ao mesmo período do ano passado puxado principalmente pela atividade de comercialização de energia. Terminamos o semestre com uma sólida posição de caixa superior a R$ 200 milhões, suficientes para enfrentar o cenário complexo do ano marcado pela crise hídrica e uma rápida elevação  nos preços de energia”, declara Carlos Guerra, diretor financeiro da Votorantim Energia.

Na frente de comercialização de energia, a empresa permanece sendo a terceira maior trader do país e entre as 10 maiores plataformas de energia renovável. Neste segundo trimestre, a comercializadora atingiu a marca de 500 mil negociações de I-REC (International Renewable Energy Certificates), sistema global que possibilita o comércio de certificados de energia renovável. Outro marco importante no início desse ano foi a classificação pela agência Fitch Ratings em "AAA (Bra)” com Perspectiva Estável, em função dos fortes vínculos estratégicos e operacionais com sua controladora, Votorantim S.A (“VSA”).

Pela VTRM Energia Participações S.A. (VTRM), joint venture criada entre a Votorantim Energia e o Canada Pension Plan Investments (CPP Investments), a receita líquida do período atingiu R$ 581 milhões e EBITDA ajustado de R$ 231 milhões. A joint venture contempla a CESP – Companhia Energética de São Paulo e os complexos eólicos Ventos do Piauí I, no Piauí, e Ventos do Araripe III, em Pernambuco.

A CESP, neste segundo trimestre, apresentou queda de 23% no EBITDA ajustado comparado ao do mesmo período de 2020, passando de R$ 287 milhões para R$ 222 milhões, como consequência dos efeitos da crise hídrica, que impactou o volume e preço de compra de energia.  Por outro lado, a receita líquida operacional totalizou R$ 525 milhões, aumento de 8% sobre o do ano passado (R$ 486 milhões), em função das operações de trading pela CESP comercializadora. Outro destaque da CESP foi a conquista da elevação do rating ESG de “BBB” para “A” (em uma escala de AAACCC), pela MSCI ESG Research.

No que diz respeito a geração de energia, em julho, o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) anunciou linha de financiamento de R$ 1,6 bilhão destinado à compra de aerogeradores para os complexos Ventos do Piauí II e III, atualmente em construção.

Olhar social
Reforçando seu compromisso social e sustentável, a Votorantim Energia lançou, ao fim do segundo trimestre, o programa Lab Água para acelerar projetos hídricos no semiárido Nordestino, onde a empresa possui seus complexos eólicos.

O programa, conduzido em parceria com o Instituto Votorantim, pretende selecionar 20 organizações com MVP (mínimo produto viável) validado ou em fase de validação com soluções para a questão hídrica no território. Cinco delas receberão capital semente, totalizando R$ 230 mil para esta edição. A fase final contará com a participação da comunidade da Serra do Inácio (PI) na prototipagem, com possibilidade de cocriação, a fim de ampliar as possibilidades de aplicação e sustentabilidade dos projetos.

Sobre a Votorantim Energia
A Votorantim Energia atua na geração, soluções e comercialização de energia. É responsável pela gestão de 28 usinas hidrelétricas, participação em 9 consórcios e 21 parques eólicos, totalizando 2,6 GW de potência instalada. A empresa figura entre as três maiores comercializadoras de energia do País, com volume transacionado de 2,2 GW médios. Somente nos últimos cinco anos, sua carteira passou de 93 para mais de 400 clientes. O negócio de Comercialização e Gestão de Ativos registrou uma receita líquida de R$ 3,6 bilhões em 2020. Tudo isso permeado por inovação, tecnologia e a adoção de melhores práticas ambientais, sociais e de governança, assegurando valor compartilhado para os diferentes stakeholders. 

Informações à Imprensa
FleishmanHillard
Simei Morais | simei.morais@fleishman.com.br

Utilizamos cookies para analisar sua interação com o nosso site e melhorar o conteúdo oferecido. Também usamos dados pessoais, conforme a Norma de Privacidade e Uso dos Sites da Votorantim Energia. Ao continuar a navegar, você concorda com nossa Norma.